Já sabemos que o mundo está mudando e continuará a mudar, assim como experimentamos em primeira mão como esta transformação acelerou de forma incrível nos últimos dois anos e tudo o que a pandemia trouxe consigo.
Portanto, torna-se relevante nos perguntarmos quais são as habilidades brandas mais desejadas nas empresas hoje em dia, e quando olhamos para isso, o último relatório da LinkedIn Global Talent Trends pode nos ajudar a entender esta mudança.
Este relatório mostrou que 92% dos profissionais de talento concordam que as habilidades brandas são igualmente ou mais importantes do que as habilidades duras. Também mostra que 89% dos recrutadores dizem que quando uma contratação não dá certo, é porque a pessoa não tinha as habilidades brandas necessárias.
Portanto, tanto na formação profissional em instituições de ensino superior, como em nosso plano de desenvolvimento de carreira individual, será crucial entender quais são as habilidades “soft” mais desejadas nas empresas de hoje, e é exatamente isso que vamos rever agora.

Adaptabilidade
Não é surpreendente que a adaptabilidade surja como uma das competências mais exigidas em um ambiente onde a mudança faz parte da vida cotidiana, portanto, saber navegá-la bem será crucial para o sucesso profissional e organizacional.
Será ainda melhor se a pessoa conseguir antecipar a mudança ou ser quem a cria, liderando estes processos fundamentais em uma economia globalizada e altamente competitiva.
Desde mudanças contextuais, sistemas de trabalho, estilo de liderança, até uma profunda reestruturação, muitas coisas podem (e irão) mudar e isto requer pessoas flexíveis e adaptáveis.

Inteligência emocional
As evidências agora não deixam margem para dúvidas sobre a importância da inteligência emocional no desenvolvimento das pessoas, quer estejamos falando do trabalho ou da vida pessoal.
Pesquisas mostram que pessoas com níveis mais elevados de inteligência emocional conseguem melhores resultados em dimensões como eficácia, relações interpessoais, nível de bem-estar e qualidade de vida, portanto, começar a trabalhar nesta área é uma excelente idéia.
Desde reconhecer nossas emoções, aprender a administrá-las e ser mais assertivo, passando pela empatia até alcançar altos níveis de liderança inspiradora, a inteligência emocional é uma das competências que continuarão a ser necessárias nas organizações e farão a diferença. (Se você quiser conhecer seu nível de inteligência emocional, convido-o a avaliar suas habilidades com a ferramenta HPI EQ).

Comunicação eficaz
Não importa o que você faça, você sempre terá que comunicá-lo e saber como fazê-lo fará a diferença em seus resultados.
Aprender a usar a comunicação de uma forma clara e assertiva que transmita idéias, inspire e alcance resultados individuais e coletivos é uma das competências mais exigidas atualmente.

Negociação
As pessoas são diversas e têm interesses diferentes, mas precisamos chegar a acordos para alcançar o que queremos. Por essa razão, a negociação é uma das habilidades que as empresas estão procurando nas pessoas, esperando encontrar esse talento.
Você tem essas habilidades? Se a resposta for não, ou um “talvez” morno, então é hora de passar algum tempo desenvolvendo estas habilidades.

Atitude positiva
O mundo é suficientemente complexo sem ter funcionários poluindo os ambientes de trabalho. É por isso que a atitude positiva é outra das habilidades mais desejadas nos negócios de hoje.
A alegria radiante, o otimismo e o bom tratamento fazem a diferença e você pode divulgá-la desde o primeiro contato, a entrevista de trabalho e depois dentro da organização. Isso realmente faz uma grande diferença.

Colaboração sobre a concorrência
A idéia do profissional competitivo que procura apenas vencer para chegar ao topo da organização não corresponde mais ao mundo em que vivemos. As organizações precisam cada vez mais da capacidade de colaborar e servir.
São as pessoas que melhor ajudam os outros que são consideradas mais valiosas dentro das equipes e organizações, pois é somente em equipes que são construídos os grandes resultados que as empresas buscam.
Embora haja mais competências que poderíamos mencionar, estas são as principais que os recrutadores estão procurando captar para suas organizações.
Antes de se olhar no espelho e considerar se você os tem ou não, nós o convidamos a avaliá-los. Você pode fazer isso utilizando tecnologia validada internacionalmente, como as Avaliações de Competências HPI, que o ajudam a avaliar até 30 habilidades soft que estão fazendo uma diferença profissional e organizacional.
Depois de ter uma noção clara, então é hora de desenvolver cada um deles, pois não serão mais diplomas universitários que abrirão mais portas, mas será o modo como você é como pessoa. Que pessoa você será? essa resposta é apenas para você.